Reflexões sobre a cultura de paz na escola

  • Adeir Ferreira Alves Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal

Resumo

Inicialmente essa publicação seria um relato de experiência, mas a sua dimensão abarcou um meio termo entre artigo e relato de experiência, que pode fundar um diálogo elementar em termos de saúde mental e ambiente de trabalho, a partir das reflexões filosófico-meditativas. Sem necessariamente detalhar alguma forma de violência específica, porém, sem negar os efeitos delas no cotidiano da escola, procuro uma compreensão estrutural da dinâmica que envolve a escola e aponte práticas para uma cultura de paz. Muita coisa há que se considerar em termos de políticas públicas, de educação, de direitos humanos, de Estado para se falar de uma cultura de paz na escola, mas faço aqui algumas reflexões preliminares dos fundamentos dos direitos e dos direitos humanos. Intercalando experiências e leituras diversas apresento uma porta de diálogo e de implementação de uma cultura de paz. Assim como um agricultor que antes de plantar suas sementes procura preparar o solo, mapear as condições climáticas, as precariedades e virtudes do solo, também eu procuro compreender os contextos que desenham as dimensões que envolvem a escola.

Publicado
Ago 29, 2019
##submission.howToCite##
ALVES, Adeir Ferreira. Reflexões sobre a cultura de paz na escola. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 6, n. 3, p. 94-103, ago. 2019. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/648>. Acesso em: 22 set. 2019.