Educação contra a barbárie: Por que desbarbarizar? Um diálogo sobre a emancipação autônoma

  • Denylson Douglas de Lima Cardoso Univ. Católica de Brasília

Resumo

O presente estudo tem no seu escopo dialogar sobre a problemática da Educação emancipatória e compreender os elementos significativos que constituem a educação para o exercício pleno da cidadania e a reivindicação da razão autônoma. A razão autônoma proposta por Kant impõe ao sujeito uma posição diante da liberdade e expõe o pensamento iluminista como constituinte de uma filosofia ampla, complexa que tem como cerne o uso público da razão. A problemática parte da contraposição kantiana de esclarecimento mediante a identificação do termo fundamentado por Adorno e Horkheimer na Dialética do Esclarecimento, onde o esclarecimento passa a ser problematizado como descontentamento com o mundo e um movimento real da sociedade burguesa, provocando o caos cultural diante do processo de instrumentalização da razão e institucionalização da barbárie. A educação passa a ser um meio de contrainternalização dos meios de dominação vinculadas à barbárie, na negação da humanidade do homem e na construção de uma nova emancipação do estado de Barbárie vigente fundamentada nos fenômenos de agressão primitiva, ódio primitivo, impulso de destruição e falência da cultura.


Palavras-chave: Educação. Barbárie. Autonomia. Educação emancipatória.


 


ABSTRACT: This study aims to discuss the problem of emancipatory education and understand the significant elements that constitute education for the full exercise of citizenship and the claim of autonomous reason. The autonomous reason proposed by Kant imposes on the subject a position on freedom and exposes the Enlightenment thought as constituents of a broad and complex philosophy that is based on the public use of reason. The problematic part of the Kantian contrast of enlightenment through the identification of the term founded by Adorno and Horkheimer in the Dialectic of Enlightenment, where enlightenment becomes problematized as discontent with the world and a real movement of bourgeois society, provoking cultural chaos before the process of instrumentalization of reason and institutionalization of barbarism. Education becomes a means of counter-internationalizing those of domination linked to barbarism, denying humanity and building a new emancipation from the prevailing state of barbarism, based on the phenomena of primitive aggression, primitive hatred, destructive impulse, and bankruptcy off culture.


Keywords: Education. Barbarism. Autonomy. Emancipatory Education.


 

Publicado
Nov 19, 2019
##submission.howToCite##
CARDOSO, Denylson Douglas de Lima. Educação contra a barbárie: Por que desbarbarizar? Um diálogo sobre a emancipação autônoma. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 6, n. 4, p. 34-43, nov. 2019. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/689>. Acesso em: 29 mar. 2020.