CEF 01 de Brazlândia: Onde a Cultura de Paz e a construção coletiva proporcionam uma educação pública de qualidade

  • Rozane Mendonça Cardoso de Morais CEF 01 de Brazlândia-DF
  • Douglas Romário de Oliveira Pereira SEEDF
  • Micaele de Sousa Rodrigues SEEDF
  • Aline Rocha Menezes SEEDF
  • Alessandra Alves de Matos SEEDF

Resumo

O presente estudo tem por objetivo apresentar uma discussão sobre a influência da valorização do espaço físico, dos recursos pedagógicos, humanos e materiais para a oferta de uma educação pública de qualidade aos educandos dos anos finais do ensino fundamental, bem como refletir e analisar como os problemas sociais que circundam a escola podem impactar na aprendizagem dos alunos. Também visa demonstrar como um planejamento pedagógico, com vistas ao envolvimento de toda a comunidade escolar corrobora para uma educação pública de qualidade e de implantação de uma cultura de paz no ambiente escolar. Este artigo foi realizado baseado em análises teóricas sobre a importância da interação entre os pares e da organização dos espaços, do papel do educador e também como se dá à relação do aluno com o meio proporcionado a ele e com as diferentes culturas apresentadas. Para além das revisões bibliográficas, partimos, sobretudo, da realidade vivida nos últimos 10 (dez) anos no Centro de Ensino Fundamental 01 de Brazlândia-DF, escola cujos rótulos já fizeram referências a presídios e hoje evidencia sua melhoria na qualidade de ensino e de aprendizagem.


Palavras chaves: CEF 01 de Brazlândia. Educação pública. Qualidade. Planejamento Pedagógico. Cultura de Paz. Pertencimento.

Publicado
Ago 29, 2019
##submission.howToCite##
MORAIS, Rozane Mendonça Cardoso de et al. CEF 01 de Brazlândia: Onde a Cultura de Paz e a construção coletiva proporcionam uma educação pública de qualidade. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 6, n. 3, p. 62-70, ago. 2019. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/661>. Acesso em: 22 set. 2019.