A falsa medida do homem

  • Fabrício Santos Dias de Abreu SEEDF - UnB

Resumo

Nesta resenha buscamos revistar a obra “A falsa medida do homem”, publicada em 1981 por Stephen Gould nos Estados Unidos. O autor, por meio de uma abordagem histórica-crítica, acessa obras clássicas da Medicina e Psicologia que defendiam, a seu tempo, que o valor dos sujeitos estava relacionado a quantificação da sua inteligência. Essa defesa, de grande força nos séculos XIX e XX, impactou diretamente a vida de determinados grupos minoritários (negros, mulheres, pessoas com deficiência, imigrantes e etc.) e coube a Stephen Gould demonstrar que esses foram vítimas de um grande conluio científico que buscava inferiorizar sujeitos e naturalizar, pelo viés biológico-natural, opressões e cerceamentos de direitos.


Palavras-chave: Stephen Gould. Determinismo Biológico. Inteligência.

Publicado
Nov 21, 2019
##submission.howToCite##
ABREU, Fabrício Santos Dias de. A falsa medida do homem. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 6, n. 4, p. 102-105, nov. 2019. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/659>. Acesso em: 09 jul. 2020.