A evolução da oferta de língua estrangeira na rede pública do DF entre 2014 e 2018

  • Lucilene Dias Cordeiro SEDF

Resumo

Este estudo apresenta a evolução de alguns indicadores educacionais nos Centros Interescolares
de Línguas (CILs) da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF), a partir de informações
disponíveis no Censo Escolar do Distrito Federal nos últimos cinco anos (2014-2018). Os CILs dispõem de
inglês, espanhol, francês, alemão e japonês como componentes curriculares, e os ofertam em regime de
intercomplementaridade com as escolas regulares da rede pública de ensino. Os resultados desta pesquisa
mostraram que, no quinquênio, o número de CILs no DF dobrou, passando de oito para 16 em 20181. Nesse
período, a média de matrículas iniciais foi de 39.284. O número de afastamentos também dobrou, chegando
a 2.497 no final do quinquênio. O inglês predomina, com mais de 60% das matrículas. A categoria “outros”,
que agrega os dados de alemão e japonês, apresentou a menor média de matrículas no período (765), mas
teve maior aumento proporcional (42,45%). A taxa média de aprovação foi em torno de 75% em inglês e
espanhol, de 72,03% em francês, e de 64,33% em “outros”. A de reprovação caiu em todas as disciplinas,
enquanto a de abandono aumentou, exceto em “outros”. Os resultados mostraram que o interesse por língua
estrangeira, além do inglês, vem crescendo. A oferta na rede pública em regiões administrativas carentes
deve ser destacada como ponto positivo na busca pelo ensino de qualidade no Distrito Federal.

Publicado
Mai 27, 2019
##submission.howToCite##
CORDEIRO, Lucilene Dias. A evolução da oferta de língua estrangeira na rede pública do DF entre 2014 e 2018. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 6, n. 2, p. 34-48, maio 2019. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/619>. Acesso em: 22 set. 2019.