Reflexões sobre formar (-se)

  • Keila dos Santos Araújo SEEDF

Resumo

O processo de formação do professor de línguas deve ser analisado desde sua formação inicial (na academia) até o seu porvir. Este relato tem por objetivo analisar as políticas que permeiam o ato de ensinar, como influenciam e ditam o fazer pedagógico de docentes de Língua Estrangeira. Nesse entremeio, está a reflexão, sem a qual não é possível enxergar seu próprio trabalho, tampouco enxergar quem é parte primordial do processo de aprender: o aluno. Desse modo, é preciso entender também o papel do erro nessa perspectiva, além do papel da autoanálise do profissional, a fim de auxiliá-lo nas demandas do cotidiano escolar. Com isso, a formação reflexiva pode atingir outros professores, pais, diretores, enfim, comunidade escolar, em um ciclo benéfico que visa a melhoria da educação como um todo.

Publicado
Mai 27, 2019
##submission.howToCite##
ARAÚJO, Keila dos Santos. Reflexões sobre formar (-se). Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 6, n. 2, p. 99-102, maio 2019. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/618>. Acesso em: 19 jun. 2019.