A educação básica na era FHC: O sentido neoliberal de educação no período de 1995 a 2002 no Brasil

  • Karine Rocha Lemes Silva SEEDF/ UNB

Resumo

A Educação Brasileira revela grandes contrastes ligados a políticas e práticas educacionais. A falta de um projeto de Estado autêntico para a educação produziu uma condução falha e descontínua dependente muito mais de fatores externos do que de um plano de Nação existente. Neste artigo foram discutindo-se alguns avanços educacionais ocorridos no período de 1995 a 2002 no Brasil, que, em certo sentido produziram respostas a carências que se arrastavam há anos, contudo foram efetivadas por orientações neoliberais de órgãos econômicos internacionais no intuito de garantir os investimentos empregados no Brasil. Tais iniciativas até chegaram a produzir alguns resultados positivos, todavia conduziram a educação a um aspecto mercantil, mergulhada no ideário neoliberal que fortaleceu a separação e segregação social. As ideias aqui discutidas são apenas o início de uma reflexão sobre os caminhos que conduzem a educação dentro e fora da escola, longe de esgotar um tema tão profundo como este, o trabalho intenciona iniciar um estudo sobre os elementos que constituem os caminhos e descaminhos da educação

Publicado
Mar 26, 2018
##submission.howToCite##
SILVA, Karine Rocha Lemes. A educação básica na era FHC: O sentido neoliberal de educação no período de 1995 a 2002 no Brasil. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 5, n. 1, p. 165-170, mar. 2018. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/392>. Acesso em: 24 jun. 2022.