Trilhas Lúdicas para a formação continuada de professores: o sensível presente no trabalho dos Centros de Vivências Lúdicas - Oficinas Pedagógicas do Distrito Federal

  • Cristina Aparecida Leite Universidade de Brasília (UnB)
  • Simone Moura Gonçalves de Lima Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF)

Resumo

Este artigo apresenta reflexões erigidas a partir do desenvolvimento do projeto de formação continuada: “Oficinas Pedagógicas nas escolas: trilhas lúdicas para aulas remotas”, oferecido aos professores-cursistas de todo o DF durante o ano de 2020 (em virtude da pandemia). O projeto foi ministrado nas 14 Coordenações Regionais de Ensino, atendendo, ao todo, 9.855 participantes, de 385 escolas diferentes, evidenciando o caráter de trabalho em rede, colaborativo e cooperativo que emana do coletivo dos Centros de Vivências Lúdicas - Oficinas Pedagógicas do DF. A formação teve por objetivo “apresentar sugestões práticas e reflexões teóricas que estimulem aulas mais interativas, lúdicas e criativas através de encontros virtuais nas escolas, durante as coordenações pedagógicas coletivas, em tempos de ensino remoto”. Sendo a experiência estética algo recorrente nos cursos presenciais oferecidos pelos CVLOPs, seria possível vivenciar tais experiências mediadas pelas telas? Seria viável? Como fazer essa transposição? O presente texto busca apresentar algumas respostas a esses questionamentos que nos afetaram, enquanto professores-formadores, durante o planejamento da ação. Ao todo, foram elaboradas dez oficinas diferentes atendendo a etapas de ensino diversificadas. Cada unidade escolar, por meio de sua equipe gestora, pôde realizar um agendamento prévio, de acordo com a escolha do tema. Foi elaborada uma avaliação no Google Formulário, a qual foi preenchida por cerca de 4.400 respondentes e forneceu dados para esta análise, além de poder subsidiar futuras ações de formação. Para enriquecimento da discussão, traçaremos diálogo com o Currículo em Movimento da SEEDF (DISTRITO FEDERAL, 2018a, 2018b) e autores como Huizinga (2000), D´Ávila (2014), Fortuna (2019), Vigotski (2001).


Palavras-chave: Ludicidade. Ensino remoto. Oficinas Pedagógicas. Trilhas lúdicas. Formação continuada.


Playful paths for the continuing education of teachers: the sensitive present in the work of the Playful Experiences Centers - Pedagogical Workshops of the Federal District


Abstract: This article presents reflections erected from the development of the continuing education project: “Pedagogical Workshops in Schools: Playful Trails for Remote Clases”, offered to course-teachers throughout the Federal District during 2020 (due to the pandemic). The project was taught in 14 Regional Teaching Coordinations, serving a total of 9,855 participants from 385 different schools, evidencing the nature of network, collaborative and cooperative work from the collective of the Ludic Experience Centers - Pedagogical Workshops of the Federal District. The training aimed to “present practical suggestions and theoretical reflections that encourage more interactive, playful and creative classes through virtual meetings in schools, during collective pedagogical coordination, in times of remote teaching”. As the aesthetic experience is something recurrent in the face-to-face courses offered by CVLOPs, would it be possible to experience such experiences mediated by the screens? Would it be feasible? How to make this transposition? This text seeks to present some answers to these questions that affected us, as teacher-trainers, during action planning. Altogether, ten different workshops were created for different stages of teaching. Each school unit, through its management team, can make a prior appointment, according to the choice of topic. An evaluation was prepared in Google Forms, which was completed by about 4,400 respondents and provided data for this analysis, in addition to being able to support future training actions. To enrich the discussion, we will dialogue with SEEDF's Curriculum (FEDERAL DISTRICT, 2018a, 2018b), Huizinga (2000), D´Ávila (2014), Fortuna (2019), Vigotski (2001).


Keywords: Playfulness. Remote teaching. Pedagogical Workshops. Playful trails. Continuing education.

Publicado
Nov 23, 2021
##submission.howToCite##
LEITE, Cristina Aparecida; DE LIMA, Simone Moura Gonçalves. Trilhas Lúdicas para a formação continuada de professores: o sensível presente no trabalho dos Centros de Vivências Lúdicas - Oficinas Pedagógicas do Distrito Federal. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 8, n. 4, p. 66-74, nov. 2021. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/1286>. Acesso em: 27 maio 2022.