Museu e memória: resistência e cidadania congadeira em Ituiutaba/MG

  • Eduardo Giavara Universidade Federal de Goiás (UFG)

Resumo

Nas duas primeiras décadas do milênio é evidente que o combate ao racismo exige de nós reinventarmos o ensino, as práticas e os espaços formais e não formais de aprendizagem. Entre os espaços não formais o museu, talvez, tenha sido aquele que mais segmentou e cristalizou a sociedade europeia, seus valores e práticas, excluindo e apagando de seus espaços a memória negra e indígena.  Nesse contexto, este trabalho traz à cena um projeto de extensão realizado entre o Curso de História, do Instituto de Ciências Humanas/UFU e o Museu Antropológico de Ituiutaba, o qual consistiu em analisar e valorizar o acervo das tradições congadeiras da cidade de Ituiutaba/MG. Partimos do pressuposto de que o museu e suas práticas museológicas são um importante elemento de cidadania, conectando a memória congadeira com o movimento negro, produzindo fortes laços de identidade e representatividade. As atividades foram desenvolvidas ao longo do ano de 2018, envolvendo financiamento e atividades com bolsistas, recursos que nos permitiu percorrer as manifestações, produzir material e reuniões que resultaram em um produto para o museu e sua exposição. Para além das produções, abriu-se um importante campo para refletirmos sobre o Museu Antropológico de Ituiutaba, pensar seus acervos e formas permanentes de preservação para garantir que a diversidade seja seu eixo norteador.


Palavras-chave: Acervo. Preservação. Memória. Cultura. Educação patrimonial. Museu.


Museum and memory: resistance and citizenship in Ituiutaba/MG


Abstract: In the first two decades of the millennium, it is evident that combating racism requires us to renovate formal and non-formal education, practices and spaces. Among non-formal spaces, the museum, perhaps, was the one that most segmented and crystallized European society, its values and practices, excluding and erasing black and indigenous memories from its spaces. Within this framework, this work accentuates an Extension project carried out between the History Undergraduate Course, the Institute of Human Sciences in Universidade Federal de Uberlândia¹ (UFU), and the Museu Antropológico de Ituiutaba², which consisted in analyzing and giving value to the collection of congadeiros traditions in the city of Ituiutaba MG. It is assumed the museum and its museological practices are an important element of citizenship, connecting the congadeira memory with the black movement, producing strong ties of identity and representation. The activities were carried out throughout 2018, involving funding and activities with Extension grant students, resources that allowed us to roam the manifestations, produce materials and meetings that resulted in fructifications for the museum and its exhibition. In addition to the productions, it opened an important field for us to reflect about the museum, to think about its collections and permanent forms of preservation to ensure that diversity is its guiding axis.


Keywords: Collections. Preservation. Memory. Culture. Heritage education. Museum.

Publicado
Nov 27, 2021
##submission.howToCite##
GIAVARA, Eduardo. Museu e memória: resistência e cidadania congadeira em Ituiutaba/MG. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 8, n. 4, p. 185-190, nov. 2021. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/1072>. Acesso em: 27 maio 2022.