Ampliação do acesso à Educação Superior com Dispersão Geográfica: o caso dos ingressantes na UnB de 2002 a 2015

  • Andrea Felippe Cabello Universidade de Brasília
  • Rafael Nunes Rodrigues Universidade de Brasília

Resumo

O artigo investiga a dispersão geográfica dos ingressantes dos cursos de graduação presenciais na Universidade de Brasília (UnB). Utilizou-se o local de residência dos calouros ingressantes entre 2002 e 2015, a partir do CEP informado. Foram criados gráficos de dispersão geográfica por meio de bolhas proporcionais sobrepostas a mapas do DF, entorno e do Brasil a fim de testar as duas hipóteses sugeridas neste trabalho, de que houve aumento da dispersão interna (DF e entorno) e externa (estados brasileiros). Concluiu-se que as políticas de diversificação de forma de ingresso, ação afirmativa e ampliação de vagas por meio da descentralização dos campi universitários foi bem sucedida pois, atraiu estudantes de regiões mais diversificadas no DF e seu entorno, apesar do número de estudantes de outros estados na UnB ainda ser baixo. 


Palavras-chave: Dispersão Geográfica da educação. Ação afirmativa. SISU. Reuni.

Publicado
Dez 5, 2020
##submission.howToCite##
CABELLO, Andrea Felippe; RODRIGUES, Rafael Nunes. Ampliação do acesso à Educação Superior com Dispersão Geográfica: o caso dos ingressantes na UnB de 2002 a 2015. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 7, n. 4, p. 60-73, dez. 2020. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/852>. Acesso em: 13 maio 2021.