Mediação de conflitos na Educação Física Escolar: limites e possibilidades

  • Marisa Goreti Schmitt Universidade de Brasília

Resumo

No contexto escolar, a mediação de conflitos se apresenta como uma ferramenta pedagógica que possibilita a aprendizagem de competências relacionais duradouras. Tais competências reforçam valores que permitem uma melhor convivência na escola e fora dela. A Educação Física como componente curricular com características peculiares no trato dos aspectos cognitivo, afetivo e motor também pode (e deve) usar a mediação de conflitos para combater a violência escolar. A partir de uma pesquisa bibliográfica, este estudo buscou elucidar alguns aspectos da trajetória da mediação de conflitos e identificar limites e possibilidades para a sua implementação na Educação Física escolar. Além disso, foram propostas estratégias para serem aplicadas nas aulas que podem inspirar o desenvolvimento de projetos e/ou programas em maior escala.


Palavras-chave: Mediação de conflitos. Educação Física. Escola.

Publicado
Ago 27, 2020
##submission.howToCite##
SCHMITT, Marisa Goreti. Mediação de conflitos na Educação Física Escolar: limites e possibilidades. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 7, n. 3, p. 87-94, ago. 2020. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/665>. Acesso em: 28 set. 2020.