Estatutos epistemológicos presentes na pesquisa educacional sobre professores: uma análise teórico-conceitual das concepções de formação

  • Solange Martins Oliveira Magalhães Universidade Federal de Goiás

Resumo

Este trabalho resulta de uma ampla pesquisa em Rede que procura identificar e analisar o estatuto epistemológico, produzido na pesquisa educacional sobre professores. Destaca-se a análise da concepção de formação, como ponto central a ser valorizado a partir do estatuto epistemológico da práxis. Nossas questões: Qual é o estatuto epistemológico construído nas pesquisas sobre professores? Quais concepções de formação estão presentes na produção? Na busca de respostas, articulamos a análise do método, dos referenciais teóricos e as concepções de formação, presentes na produção dos Programas de Pós-Graduação em Educação, do Centro-Oeste/Brasil, período 1999-2014. Concluímos que há a presença contraditória e simultânea dos estatutos epistemológicos da prática e da práxis, revelando mecanismos de manutenção e resistência a lógica neoliberal presente na pós-graduação. Destacamos que a epistemologia da práxis pode ajudar a superar a produção de conhecimento vazia de sentido crítico e emancipador e, quando essa produção for assumida como material formativo, pode promover a desalienação e emancipação de professores.

Publicado
Nov 29, 2018
##submission.howToCite##
MAGALHÃES, Solange Martins Oliveira. Estatutos epistemológicos presentes na pesquisa educacional sobre professores: uma análise teórico-conceitual das concepções de formação. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 5, n. 4, p. 72-82, nov. 2018. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/532>. Acesso em: 10 dez. 2018.