Pensamento Transdisciplinar: Uma postura docente capaz de ressignificar o papel educacional

  • Roberta Maria dos Santos Sousa Secretaria de Educação DF

Resumo

Percebendo o caminhar de nossa história, é notória a fragilidade de nossa formação, uma formação que prima pela fragmentação, pela racionalidade, pelo dualismo. Essa formação revela a existência de uma patologia educacional, de uma cultura que exclui o sujeito, a intuição, que fragmenta o ser ao negar suas emoções, sentimentos e afetos, dimensões importantes para a construção do ser aprendente. Diante dessas necessidades é preciso uma reforma do pensamento, uma reforma educacional, uma postura docente capaz de ressignificar o papel da educação, capaz de buscar a relação sujeito e objeto, capaz de religar conhecimentos, de lidar com incertezas, imprevistos, acasos, no movimento eco-organizacional, capaz de transcender rumo a uma análise do ser, em uma perspectiva multidimensional. Assim é o pensamento complexo e transdisciplinar, um pensamento que em seus conceitos, encontramos respostas para as dificuldades educacionais e para uma construção de vida mais humana.  Destacamos aqui neste artigo alguns princípios epistemológicos que redimensiona o trabalho docente numa perspectiva transdisciplinar. Tais pressupostos: 1- multidimensionalidade, 2- interatividade, 3- dialogo, 4- interdisciplinaridade e transdisciplinaridade. Esses instrumentos ajudam a compreender o pensamento transdisciplinar e a buscar respostas para uma missão tão desafiadora que é de fato a formação do ser em sua totalidade.

Publicado
Nov 29, 2018
##submission.howToCite##
SOUSA, Roberta Maria dos Santos. Pensamento Transdisciplinar: Uma postura docente capaz de ressignificar o papel educacional. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 5, n. 4, p. 83-88, nov. 2018. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/268>. Acesso em: 10 dez. 2018.